Utilizamos cookies de terceiros para melhorar nossos serviços. Se você continuar navegando, consideramos que aceita seu uso. Pode obter mais informação em nossa política de cookies.

Fechar

Ir para Menu Principal. Ir directamente para o conteúdo principal (Tecla de acesso S)

Fim da secção Utilitários

Você está em:

  1. Comunicação
  2. Comunicados à imprensa

Comunicados à imprensa

Início do conteúdo principal

A Isolux Corsán completa a construção da linha 4 do Metrô de São Paulo orçada em 239 M€

Categoria: Construção / 23 de Abril de 2012

A empresa foi a adjudicatária da segunda fase das obras da linha 4 composta, por sua vez, de duas licitações de 70 M€ e 169 M€ respectivamente. Esta segunda fase engloba a construção de cinco estações e um terminal de ônibus

  • Partilhar:

A Isolux Corsán foi a adjudicatária para desenvolver a segunda fase das obras de construção da linha 4 do Metrô de São Paulo. O projeto conta com um orçamento de execução de 239 M€ e atenderá a demanda de transporte público na área metropolitana de São Paulo. A “Linha Amarela” 4 conecta o centro ao sudoeste da cidade e prestará serviço para cerca de um milhão de passageiros por dia.

Na primeira licitação desta segunda fase, a Isolux Corsán executará a construção de novos acessos, a conclusão das obras de construção civil das estações: São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie; e a execução de um terminal de ônibus urbanos. O terminal, distribuído em três alturas, alojará a estação de ônibus nos primeiros andares e as plataformas do metrô no andar térreo. O orçamento deste lote é de 70 M€.

Na segunda licitação, orçada em 169 M€, contempla-se a construção da estação subterrânea Vila Sônia, que se realizará mediante a interconexão de diferentes túneis, entre os quais destacam o de interligação e o do corpo da estação de 185 e 156 m2 de seção respectivamente. Para o acesso à nova estação será necessário a realização de um trecho de túnel de 1,85 km (1,35 km de via dupla com uma seção de 95 m2 e 0,5 km de via simples de 41 m2) que se executará mediante o sistema denominado “Método Austríaco” NATM (New Austrian Tunnelling Method).

Isolux Corsán garante sua permanência e estabilidade no mercado brasileiro 

Com estes dois novos contratos, adjudicados pelo Metrô de São Paulo, a Isolux Corsán garante sua permanência e estabilidade no mercado brasileiro, onde está construindo a estação de tratamento de esgoto de Campo Limpo e Várzea Paulista (204M€) e quatro trechos de rodovias no estado da Bahia (atuação em 682 km e 576M€). Por outro lado, a empresa continua com seu crescimento na América Latina com a presença estável na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, México e Peru, onde conta com uma carteira de negócio para os próximos três anos.

  • Partilhar:

Pesquisa de notícias

dd/mm/yyyy

dd/mm/yyyy

Fim do conteúdo principal

  • Início do conteúdo