Utilizamos cookies de terceiros para melhorar nossos serviços. Se você continuar navegando, consideramos que aceita seu uso. Pode obter mais informação em nossa política de cookies.

Fechar

Ir para Menu Principal. Ir directamente para o conteúdo principal (Tecla de acesso S)

Fim da secção Utilitários

Você está em:

  1. Comunicação
  2. Comunicados à imprensa

Comunicados à imprensa

Início do conteúdo principal

A Isolux Corsán consegue 600 M€ em sua emissão de bônus a sete anos

13 de Março de 2014

.
  • Partilhar:
  • A previsão inicial da emissão, situada em 400 M€, viu-se amplamente superada pela boa acolhida que os bônus tiveram entre os investidores qualificados
  • Os resultados do Grupo em 2013, a sua consolidação global e a projeção de sua carteira de negócio foram importantes para alcançar este sucesso. O EBITDA alcançou em 2013 os 569 M€, 9% mais que em 2012
  • Em 2013,la carteira de Engenharia e Construção ultrapassou dos 6.600 M€ e o volume de contratação alcançou seu recorde histórico com mais de 3.200 M€, 95% no exterior

A Isolux Corsán completou sua emissão de bônus com 600 M€, 200 M€ mais dos previstos. O objetivo de 400 M€ fixado inicialmente viu-se amplamente superado pela boa acolhida que os bônus tiveram entre os investidores qualificados, alcançando uma sobreprocura de aproximadamente 8 vezes.

Na opinião do Diretor Executivo do Grupo, Antonio Portela, o sucesso da emissão de bônus obedece à soma de três fatores chave: “a aposta que realizamos em 2008 na conversão da empresa em um Grupo de caráter global, a organização das operações em duas grandes áreas de negócio realizadas há alguns meses e os resultados que obtivemos em 2013”.

Esta emissão de bônus, destinada a substituir dívida bancária, permite ao Grupo a diversificação de fontes de financiamento, o acesso aos mercados de capitais e a melhoria de sua estrutura financeira que prolonga a vida média da dívida corporativa.

A taxa de juro do bônus situou-se em 6,625 %

Bons resultados em 2013

 A Isolux Corsán encerrou 2013 com um EBITDA de 569 M€, 9% a mais do que no ano anterior, e uma carteira de negócio da Engenharia e Construção de 6.626 M€, o que representa um crescimento de 4%. Incluindo Concessões, a carteira do Grupo alcança os 49.107 M€. A empresa obteve um Lucro antes de Impostos de 45M€ em 2013, e manteve o nível da dívida líquida com recurso abaixo de 2,8 vezes o EBITDA.

 Neste exercício, o Grupo tornou a reforçar sua posição internacional: em 2013, o mercado exterior representou 77% do volume de negócio total (3.202 M€) e 95% da contratação anual.

Entre os grandes objetivos de 2013 destaca-se a contratação no Brasil da construção da rodovia BR-381, a principal ligação entre as cidades de Belo Horizonte e Governador Valadares, no Estado de Minas Gerais e o primeiro lote do trecho norte do Rodoanel Mario Covas em São Paulo com um investimento total de mais de 600 M€. Na área de Engenharia destaca-se o projeto de reabilitação e modernização das unidades 1 e 2 da Central Termoelétrica de Altamira, no México, no montante de 380 milhões de dólares.

Junto a esta vocação global, que soube combinar a presença em países emergentes com economias consolidadas, os resultados do passado exercício apoiam a estrutura operacional colocada em funcionamento em 2013 baseada em duas grandes unidades de negócio: concessões e EPC.

A Isolux Corsán é uma empresa global de referência nas áreas de energia, concessões, construção e manutenção de grandes infraestruturas que atualmente opera em 43 países de quatro continentes, com uma importante presença na América (EUA e América Latina), onde se concentra 71% do negócio internacional

Important Regulatory Notice

 This announcement does not Constitute or to form part of any offer to sell or the solicitation of an offer to buy or subscribe to securities in the United States. The Notes and the Guarantees mentioned herein have not been, and will not be, registered under the Securities Act. The Notes and the Guarantees may not be offered or sold in the United States absent registration or an applicable exemption from the registration requirements of the Securities Act. There will be no public offer of the Notes or the Guarantees in the United States. This announcement is being distributed only to, and is directed at persons who (i) have professional experience in matters relating to investments falling within Article 19(5) of the Financial Services and Markets Act 2000 (Financial Promotion) Order 2005, as amended (the “Financial Promotion Order”), (ii) are persons falling within Article 49(2)(a) to (d) (high net worth companies, unincorporated associations, etc.) of the Financial Promotion Order, (iii) are outside the United Kingdom or (iv) are persons to whom an invitation or inducement to engage in investment activity within the meaning of section 21 of the Financial Services and Markets Act 2000 (the “FSMA”) in connection with the issue or sale of any securities may otherwise lawfully be communicated or caused to be communicated (all such persons together being referred to as “relevant persons”). This document is directed only at relevant persons and must not be acted on or relied on by persons who are not relevant persons. Any investment or investment activity to which this announcement relates is available only to relevant persons and will be engaged in only with relevant persons. This document has been prepared on the basis that any offer of the Notes in any Member State of the European Economic Area (“EEA”) which has implemented the Prospectus Directive (2003/71/EC), as amended by Directive 2010/73/EU (each, a “Relevant Member State”) will be made pursuant to an exemption under the Prospectus Directive, as implemented in that Relevant Member State, from the requirement to publish a prospectus for offers of Notes. Accordingly any person making or intending to make any offer in that Relevant Member State of the Notes which are the subject of the placement contemplated in this announcement may only do so in circumstances in which no obligation arises for the issuer or any of the initial purchasers of such Notes to publish a prospectus pursuant to Article 3 of the Prospectus Directive or supplement a prospectus pursuant to Article 16 of the Prospectus Directive, in each case, in relation to such offer. Neither the issuer nor the initial purchasers of such Notes have authorized, nor do they authorize, the making of any offer of Notes in circumstances in which an obligation arises for the issuer or any initial purchasers of such Notes to publish or supplement a prospectus for such offer. Neither the content of Grupo Isolux Corsán’s website nor any website accessible by hyperlinks on Grupo Isolux Corsán’s website is incorporated in, or forms part of, this announcement. The distribution of this announcement into jurisdictions other than the United Kingdom may be restricted by law. Persons into whose possession this announcement comes should inform themselves about and observe any such restrictions. Any failure to comply with these restrictions may constitute a violation of the securities laws of any such jurisdiction. This announcement contains forward-looking statements and information that is necessarily subject to risks, uncertainties, and assumptions. No assurance can be given that the transactions described herein will be consummated or as to the terms of any such transactions. Grupo Isolux Corsán assumes no obligation to update or correct the information contained in this announcement.

  • Partilhar:

Pesquisa de notícias

dd/mm/yyyy

dd/mm/yyyy

Fim do conteúdo principal

  • Início do conteúdo