Utilizamos cookies de terceiros para melhorar nossos serviços. Se você continuar navegando, consideramos que aceita seu uso. Pode obter mais informação em nossa política de cookies.

Fechar

Ir para Menu Principal. Ir directamente para o conteúdo principal (Tecla de acesso S)

Fim da secção Utilitários

Você está em:

  1. Comunicação
  2. Comunicados à imprensa

Comunicados à imprensa

Início do conteúdo principal

A Isolux Infrastructure completa com sucesso sua primeira emissão de bônus nos EUA da rodovia I69

25 de Julho de 2014

  • A emissão foi de 252 milhões de dólares e tem trechos com diferentes vencimentos, embora o grosso dos mesmos situa-se entre os anos de 2034 e 2046.
  • A Isolux Infrastructure também tem em operação nos EUA o projeto de linhas de transmissão WETT e uma usina solar fotovoltaica na Califórnia.
  • Partilhar:

A Isolux Infrastructure, empresa participada pelo Grupo Isolux Corsán e pelo fundo de pensões canadense PSP, completou com sucesso sua primeira emissão de bônus projeto (Private Activity Bonds) para financiar a construção da rodovia I69 em Indiana (EUA).

Os Private Activity Bonds (PABs) são bônus emitidos sob a cobertura de uma administração local ou estadual com o objetivo de financiar um projeto promovido por uma empresa privada. A emissão foi de 252 milhões de dólares e tem trechos com diferentes vencimentos, embora o grosso dos mesmos situa-se entre os anos de 2034 e 2046.

O preço médio da emissão situou-se abaixo de 5%, abaixo das previsões iniciais da empresa, resultado da elevada procura que demonstrou o mercado com um livro de ordens que foi de mais de 4,5 vezes a proposta.

A emissão foi classificada como Investment Grade pelas agências de classificação de risco S&P e Fitch. O Citigroup Global Markets e a Jefferies exerceram como seguradores da emissão.

A Isolux Infrastructure venceu a concorrência para a construção, reabilitação, operação e manutenção de um trecho de 34 quilômetros da I69 em abril deste ano, esta rodovia une Indianapólis ao sul do estado de Indiana. O contrato de concessão terá uma duração de 35 anos. A construção começará no terceiro trimestre de 2014 e concluirá no final de 2016. O concessionário receberá um pagamento anual vinculado à disponibilidade da infraestrutura.

Este sucesso confirma a consolidação da Isolux Infrastructure no mercado estadunidense, seu principal objetivo neste ano, conseguindo estabelecer suas três divisões (rodovias, linhas de transmissão e usinas solares) nos EUA. Em 2013, a empresa iniciou a operação do projeto Wind Energy Transmission Texas (WETT) e de uma usina solar fotovoltaica na Califórnia.

  • Partilhar:

Pesquisa de notícias

dd/mm/yyyy

dd/mm/yyyy

Fim do conteúdo principal

  • Início do conteúdo